Kabbalah

O estudo da Kabbalah é o caminho para compreender os mistérios do Criador e da criação, através da revelação de antigos segredos, propiciando expansão de consciência e desenvolvimento espiritual. Portanto, a Kabbalah é  a chave para revelar a Consciência Cósmica Divina.

Tanto Abraão quanto Moisés e os rabinos deram um cunho especial a essa antiga tradição, adaptando-a ao processo monoteísta abrâmico, mesmo porque foram-lhe transmitidas revelações particulares que viriam complementar os velhos segredos anteriormente recebidos.

Os primeiros ensinos da Kabbalah teriam vindo da Mesopotâmia (Caldéia), Egito, Índia, Atlântida, que por sua vez, os herdara da Lemúria.

Atualmente, pesquisadores kabbalistas modernos, como Steinberg, Berg, Retter e outros, chegaram à conclusão de que o termo “Secreta” fora-lhe acrescentado porque Kabbalah é o estudo da busca do Caminho Oculto, existente no interior de cada um de nós; é a ‘’Tradição Secreta”, que ensina que D’us está dentro de nós, e que, talvez, tivesse sido realmente passada em segredo, porque naquele tempo o ser humano ainda não estava preparado para a revelação.

Uma prova do que estamos afirmando está numa velha lenda dos kabbalistas espanhóis. Eles contam que, na verdade, Moisés recebera no Monte Sinai 13 Mandamentos, e que, ao descer e deparar com o povo adorando o Bezerro de Ouro, disse para Aaron, seu irmão, que o povo não estava preparado para receber os 13 Mandamentos, e que, portanto, revelaria apenas os dez básicos, enquanto que os demais seriam passados em segredo aos sacerdotes do Tabernáculo.

Steinberg vê nesse momento o nascimento da Kabbalah propriamente dita, já que os 3 Mandamentos Ocultos, com toda certeza, eram ensinamentos secretos sobre a Numerologia (Gematria, Temurah e Notarikon), Astrologia e Geomancia, um meio de estudar os números como caminho de evolução, através da forma geométrica e da expressão do arcano.

Quanto aos 10 Mandamentos básicos que se tornaram conhecidos, estão calcados nos 10 Sephiroth ou 10 Caminhos da Árvore da Vida, cujo significado oculto encontra-se velado nas frases comuns dos Mandamentos que conhecemos.

A constância no estudo da Kabbalah propicia ao ser humano:

  • O conhecimento do homem, sua origem, seus mistérios e principalmente, seu destino;
  • O conhecimento de D’us, que não pode ser conhecido diretamente e sim indiretamente através de suas obras e suas manifestações;
  • O conhecimento do Universo, sua origem e destino, como consequência da origem do homem e de D’us;
  • Desobstruir a nossa mente dos parâmetros da lógica e da razão a fim de que possamos ultrapassar os limites determinados pelos nossos sentidos.

Por esse motivo, é importante que o estudo da Kabbalah seja orientado por um guia experiente, para facilitar o mapeamento da consciência, promovendo entendimento e harmonia na vida do estudante.

A Kabbalah integra a percepção interior com a exterior, criando assim uma conexão ativa e entre as duas, conduzindo à expansão da consciência.

Marque agora uma consulta!