Simbologia Sagrada

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 22

1 O Pai, o masculino. A essência de Deus. A Potência Geradora Suprema, da qual emana a Sabedoria. O ser. A revelação aos homens da essência espiritual. A Luz Universal, o elemento unificador de tudo. O Pênis Cósmico. O bastão dos magos, a vara de condão das fadas. O Bem. A esterilidade.
2 A Mãe, o feminino. A Vagina Cósmica (Magna Mater). A faculdade geradora e reprodutora, a expansão visível de Deus no espaço e no tempo. A natureza em oposição ao Criador. O elo que une o mortal ao imortal, o mutável ao imutável, o céu e a terra. O eco, o reflexo, a sombra, o conflito, a contraposição. A bruxa (feição dupla da feminilidade). O lado tenebroso do dualismo fundamental do ser. A passagem do tempo. O número do diabo. O Mal. A ignorância.
3 A Criação. A natureza tríplice de Deus (criação-conservação-destruição). Símbolo sexual masculino completo (pênis mais testículos). O sexo em função procriativa. O desenvolvimento ordenado e harmonioso do Universo. A síntese espiritual. A solução do dualismo. A fórmula da criação de cada um dos mundos. Os três ciclos de vida: nascimento, apogeu, morte. O conhecimento (Música, Geometria, Astronomia), segundo Pitágoras. A composição do homem (corpo, alma, espírito). As três esferas concêntricas do Universo: natural, humano e divino.
4 A raiz de todas as coisas. A Terra em sentido cósmico - o espaço terrestre. Os quatro elementos fundamentais (terra-fogo-água e ar). As quatro qualidades essenciais (seco-úmico-frio-quente). Os quatro pontos cardeais (sentido espacial) e as quatro estações do ano (sentido temporal). Os limites humanos impostos à totalidade do Ser. A cruz. A esfinge. Os quatro mundos da Cabala: Emanação-Criação-Formação-Ação. O caminho da realização espiritual. A Natureza.
5 O homem natural. O símbolo da Luz, da saúde e da vitalidade. O ato de amor. O coito, o sexo como prazer. A quintessência que age sobre a matéria, transformando-a. Os cinco aspectos do ser humano: físico-emocional-mental-anímico-consciente. Os quatro membros do corpo mais a cabeça que os controla. Os quatro dedos da mão mais o polegar que os torna funcionais. O número da mutação e transformação de tudo. O pentagrama - união do microcosmo ao macrocosmo, do humano ao divino. A estrela de David.
6 A união do espírito e da matéria, do yang ao yin. A união dos quatro elementos. A ambivalência e o equilíbrio. O Selo de Salomão - a tríade material e a tríade espiritual. Os seis dias da Criação. A satisfação depois do esforço. O fim do dinamismo. O hermafrodita, segundo a simbologia grega. A perfeição, a harmonia. O 6º sentido: a intuição, como síntese dos cinco sentidos físicos e a porta dos sentidos metafísicos).
7 O número da vida - a união do ternário (espírito) com o quaternário (matéria). Os 7 espíritos ante o trono de Deus. Os 7 sacerdotes da Lei Cósmica. Os 7 Senhores do Carma. Os 7 ciclos da terra (4 ciclos lunares com duração de 7 dias). A origem do calendário atual. A renovação celular do corpo humano (7 em 7 anos). Os 7 orifícios do rosto humano. A plenitude, a ordem perfeita. A medida reguladora da coesão universal: 7 planetas, 7 divindades, 7 metais, 7 notas musicais, 7 cores, 7 dias da semana, 7 chakras, 7 pecados capitais e 7 virtudes que lhe são contrapostas. A lei da evolução. A cifra dos adeptos e dos grandes iniciados.
8 O número da matéria. O Logos, o poder criativo do Universo. O equilíbrio dinâmico entre o masculino e o feminino. O portal através da qual uma vida entra no mundo. A existência depois da morte. O infinito. A regeneração. A passagem do que é contingente (encarnado) ao que tem validade eterna.
9 A humanidade. O número raiz do presente estado de evolução humana. O número de Adão. O número da iniciação: assinala o fim de uma fase de desenvolvimento espiritual e o início de outra fase superior. As 9 esferas celestes e os 9 espíritos elevados que as governam. O ilimitado. Os 9 orifícios do corpo humano. Os 9 meses da gravidez. O número dos ciclos humanos temporais na Terra.
10 O mundo, a totalidade do Universo (sentido material e meta-físico). O retorno à unidade. O número perfeito por excelência, pois representa todos os princípios da divindade evoluindo e reunindo-se numa nova unidade. Representa a idade, o poder, a fé, a necessidade, a memória, a infatigabilidade.
11 O número das revelações. O plano de conhecimentos mais elevados. O ideal. A junção de Deus (1) com o mundo (10): é o sinal do início do conhecimento de Deus, isto é, da admissão à vida superior dos céus. Símbolo da transição, excesso e perigo. Número da fragmentação, sendo por isso também considerado diabólico.
22 O segredo da Criação do Universo por Deus. Os 22 livros do Velho Testamento. As 22 coisas que Deus gerou nos 6 dias de Criação: 1º dia - matéria informe, anjos, luz, céus superiores, a terra, á agua, o ar; 2º dia - o firmamento; 3º dia - mares, sementes, ervas e árvores; 4º dia - o Sol, a Lua, os planetas; 5º dia - peixes, répteis aquáticos e terrestres e os pássaros; 6º dia - animais selvagens, animais domésticos e o homem.

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 22

Numerologia | Simbologia | Contato | Numerologo


Voltar